O que é yoga?

Yoga é uma tradição oral, um darshana, um ponto de vista. E esse ponto de vista é estruturado em forma de Sutras - frases curtas com significados profundos.


Patanjali foi quem compilou o Yoga em forma de Sutras.


Imagem do Unsplash


Os ensinamentos contidos no Yoga Sutras de Patanjali são tradicionalmente passados através do relacionamento entre duas pessoas (professor/a-aluno/a).


O caminho do Yoga é um caminho gradual, composto por passos para se caminhar em busca do estado de yoga. Dificilmente conseguiremos trilhar esse caminho sozinhos, então precisamos de alguém para nos guiar e nos ajudar nesse processo.

Veja, mesmo que nos consideremos autodidatas, iremos buscar o conhecimento em livros. Livros são escritos por pessoas. Então mesmo que diga que não precisa de um professor, ele estará presente nos seus estudos.


Entretanto, lhes digo que o relacionamento com um livro é insuficiente para o aprendizado mais profundo que se dá por meio do relacionamento com outra pessoa - e yoga, caros leitores, é relacionamento.


Pois é por meio do relacionamento com outra pessoa que nossas marcas e padrões mentais, os enganos, obstáculos e condicionamentos são revelados.

Eu só vejo o que preciso quando estou me relacionando.


É preciso deixar de lado a ideia de que yoga é um conjunto de técnicas e que a prática de posturas deve ser o principal, isso nem sempre é verdade, depende.


O yoga precisa de uma mente adequada e de qualidade para o autoconhecimento.

Uma mente sem qualidade é aquela mente que está oscilando, por exemplo, entre a lista de mercado, a série na qual quero ver, a comida que gostaria de comer, no reparo que precisa ser feito em casa.


Essa mente é inadequada para estudos mais sutis e profundos. Yoga é sobre a mente.

Ele nos ajuda na redução das distrações.

E para isso existem as técnicas do yoga.

Para preparar a mente para o autoconhecimento.

Pense nos asana-s (palavras em sânscrito para posturas) e pranayama-s (condução da respiração) como remédios - ou seja, nem tudo é adequado à todos.


Portanto, é necessário olhar para o cotidiano de cada pessoa para entender o que ela precisa. Partimos de onde cada indivíduo está, ou seja, yoga é um caminho de autoconhecimento acessível para todos.

O caminho do yoga é longo e gradual, é preciso compreender que não será de uma hora para outra que tudo será compreendido e alcançaremos de uma vez por todas a nossa paz interior.


A prática de posturas leva a pessoa a perceber aquilo que é mais sutil que o corpo - a respiração.


Ela atua sobre o corpo, respiração, sentidos, atenção - porém é limitada.

Por não atuar na compreensão do padrões e marcas mentais mais profundas.

Não trará sabedoria e maturidade, pois isso é adquirido com o estudo e com a meditação.

A prática de posturas nos ajuda a abrir caminho, rompendo os obstáculos mais grosseiros e com isso vai tornando a mente mais propícia ao aquietamento e introspecção para recebermos o conhecimento necessário para o amadurecimento.

Adquirimos conhecimento não só em processos meditativos, nem somente no estudo formal, mas em nosso dia-a-dia, em meio aos acontecimentos diários, observado os sentimentos, atitudes repetitivas, crenças.

E amadurecemos quando somamos a experiência ao conhecimento.

Este é um caminho a ser trilhado para sempre, e para sempre haverá coisas a serem aprendidas, compreendidas e amadurecidas.

Copyright © Gabriela Guerra, 2021. 
CNPJ 34.311.345/0001-88

Curitiba/PR
 

Contato:
ola@gabrielaguerra.com.br

Todos os direitos reservados
Política de Privacidade